sexta-feira, 7 de outubro de 2016

MENSAGEM AO POVO DE SÃO PAULO DO POTENGI


Ivan Dantas de Farias foi testado como sendo o surgimento de uma terceira força no ducado em que, durante um quarto de século, floresceu as figuras de apenas três duques. Mas a nossa sociedade continua impregnada pelo pragmatismo político que impera desde então.

Para melhor nos entendermos, aquilo que habitualmente se pratica é o que chamamos de pragmatismo. E é isso o que realmente acontece na nossa política local.

Nós nos acostumamos a votar pela barriga. Votar não por uma ideologia, mas sim em quem se presume que vá ganhar. A gente acostumou a receber as migalhas que os políticos nos oferecem para mantê-los no poder. Um bom Plano de Governo não fascina ninguém. Nós somos imediatistas. Exatamente por isso a nossa sociedade permanece no mesmo patamar. Enquanto não tivermos maturidade cultural não vamos nos livrar desse carma, desse destino ignóbil e perverso.

Esta era uma campanha líquida e certa. Isso até o momento em que uma palavra bem ou mal colocada ascendeu uma luz amarela. Aí o líder maior da oposição, sentindo-se pressionado diante de suas aspirações, foi buscar na figura do atual vice-prefeito o elixir que atendesse aos seus propósitos políticos.

Nesse ínterim o Sr. João Maria da Casa Verde procurou por esse líder com o intuito de ter o nome liberado pela legenda, depois pelo seu substituto interino e, por fim, um terceiro com livre acesso aos dois. Tudo em vão. As recepções foram as mais díspares. Desde as mais educadas até as mais repulsivas.

Mas, mesmo diante de um quadro tão adverso, O Dotô sente-se na obrigação de agradecer os 790 votos ideológicos e sinceros com que foi coroado. Pelo menos essa pequena parcela acreditou que, diante de um Plano de Governo passível de ser executado, admite-se a possibilidade de uma mudança na mentalidade do potengiense. Que é possível mudar esse quadro em que a balança pende sempre para o mesmo lado e não deixa escolha. Que é possível vivermos sem perseguição política. Que é possível extirpar a figura triste do barãozinho.
Obrigado São Paulo do Potengi.

Nós agradecemos de coração e confiamos no futuro.