segunda-feira, 11 de abril de 2016

RECURSOS


Não interessa o nível, estando em jogo a possibilidade da perda de poder, todas as armas à disposição daqueles que se acham acima da Lei serão utilizadas. E vejam bem: utilizadas sem dó nem piedade.

BRASÍLIA - O rombo acumulado dos quatro principais fundos de pensão de estatais — Correios (Postalis), Petrobras (Petros), Caixa Econômica Federal (Funcef) e Banco do Brasil (Previ) — deve ter ultrapassado R$ 46 bilhões em 2015. ...Má gestão, investimentos arriscados e sem retorno, ”reflexo do aparelhamento das entidades com indicações políticas”, e agravamento da crise na economia explicam o déficit crescente dos planos de benefícios. As quatro entidades são investigadas pela CPI dos fundos de pensão da Câmara dos Deputados. LULA, DILMA, EDUARDO CUNHA, RENAN CALHEIROS, são peças importantes dentro desses reflexos.

_____________________________________

Deputado trabalhando em Brasília no fim de semana são visões raras. Desde 1991, os deputados federais só apareceram para trabalhar em quatro finais de semana. A maior parte das vezes foi para tomar posse. Em apenas uma ocasião, no governo Collor, foi feita uma sessão para votar uma série de medidas econômicas. Veja o que ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso disse: “A política morreu, ... Quando, anteontem, o jornal exibia que o PMDB desembarcou do governo e mostrava as pessoas que se erguiam as mãos, eu olhei e eu disse: meu Deus do céu! Essa é nossa alternativa de poder?. Não vou fulanizar, mas quem viu a foto sabe do quê que eu estou falando. Portanto, o problema da política, nesse momento, eu diria, é a falta de alternativa, quer dizer, não tem para onde correr. Isso é um desastre.”

Acompanhe o calendário de um “IMPEACHMENT” que não resolve a situação de caos ético e econômico do país.

06/04 – LEITURA DO RELATORIO PELA COMISSÃO DO IMPEACHMENT
11/04 – VOTAÇÃO DO RELATORIO NA COMISSÃO ESPECIAL DO IMPEACHMENT
15/04 – INICIO DA DISCUSSÃO DO IMPEACHMENT NO PLENARIO
16/04 – DISCUSSÃO DO IMPEACHMENT NO PLENARIO
17/04 – VOTAÇÃO DO IMPEACHMENT NO PLENÁRIO


______________________________________

O Projeto de Lei complementar nº 03/2014, entregue pelo Executivo Municipal à Câmara Municipal de São Paulo do Potengi, criou o Regime Próprio de Previdência Social no município, em consonância com as Emendas Constitucionais nº 20/1998, nº 41/2009 e nº 47/2005, e já concedeu as primeiras aposentadorias. Mas será que aqui vamos reprisar as ações do governo estadual para pagar servidores? Pois o governo do RN já fez uso do fundo previdenciário pela 11ª vez. Até agora, R$ 686,8 milhões do fundo já foram utilizados pelo executivo. O valor representa 70% dos recursos que inicialmente estavam disponíveis. Aqui já existem rumores nesse sentido. No entanto, é certo que, por estarmos num período pré-eleitoral, isso não venha a acontecer, mesmo porque existe um Conselho para coibir uma tomada tão precoce. Isso se esse Conselho não estiver totalmente nas mãos do executivo, já que com a Câmara isso não é problema.