quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

PRF REGISTRA REDUÇÃO DE QUASE 50% EM NÚMEROS DE ACIDENTES NESTE PERÍODO DE CARNAVAL


A Polícia Rodoviária Federal divulgou o balanço da Operação Carnaval 2016 apontando uma redução de quase 50% na quantidade de acidentes, quando comparado com o mesmo período do ano passado. Foram 30 acidentes sendo dois deles considerados graves. No ano passado, haviam sido registrados 57 acidentes, sendo 12 graves.

Neste ano porém, houve o registro de uma morte nas rodovias federais. No ano passado ninguém havia morrido. Já o número de feridos também caiu mais da metade. Em 2015, 54 pessoas ficaram feridas em acidentes. Neste ano, foram 26 feridos.

Durante o período do carnaval a fiscalização nas rodovias federais, contou com efetivo extra. Policiais que trabalham administrativamente e policiais que trabalham em outras unidades operacionais foram remanejados para compor equipes.

AÇÕES PREVENTIVAS
Antes mesmo do início da operação, a PRF realizou ações voltadas para o combate das infrações que geralmente resultam em acidentes graves, como dirigir sob efeito de bebida alcoólica, exceder na velocidade e fazer ultrapassagens proibidas, além de ações educativas, com o objetivo de sensibilizar as pessoas que fossem viajar durante o feriadão, para os cuidados com a segurança do trânsito. Foi realizada também operação de apreensão de animais. Em uma ação conjunta com a Polícia Rodoviária Estadual foram apreendidos só na região oeste do Estado, 99 animais de grande porte, que se encontravam soltos nas rodovias.

FISCALIZAÇÃO
Durante a operação foram fiscalizados 5.237 veículos e 6.043 pessoas. 2.725 motoristas foram submetidos ao teste de bafômetro, dos quais 81 foram autuados. 1.319 condutores foram autuados por infrações diversas, sendo 322 só por ultrapassagens proibidas. 22 pessoas foram presas, sendo 12 por embriaguez e dez por outros crimes. 1.870 veículos tiveram imagens capturadas por transitarem em excesso de velocidade.

PASSAGEIRO SEM O CINTO DE SEGURANÇA
A PRF verificou nesse período um problema recorrente nas estradas em todo o Brasil: a falta do uso de segurança pelo passageiro. Foram 75% de passageiros que motivaram as multas por falta de uso do equipamento o brigatório no RN. Em números, 72 passageiros foram autuados por não usarem o cinto de segurança, enquanto foram 23 motoristas pelo mesmo motivo. O motorista é o responsável pela falha do passageiro e arca com a multa grave, no valor de R$ 127,69, prevista no artigo 167 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro), tendo 5 pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Informações: PRF